Alunos
Candidatos
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Sistema AcadêmicoInscreva-se
CARREGANDO...
Artigo

Qualificação profissional e sucesso no mercado de trabalho: entenda essa relação!

Artigo

Qualificação profissional e sucesso no mercado de trabalho: entenda essa relação!

A participação dos jovens no mercado de trabalho já foi mais, digamos, "passiva". Claro, a qualificação profissional sempre foi importante, mas nem sempre foi fundamental estudar continuamente, ou mesmo saber demonstrar nas redes sociais nossas mudanças profissionais positivas.

Se quisesse ser selecionado para uma vaga há cerca de dez anos, você deveria, antes que qualquer outra coisa, estar pronto para demonstrar suas qualidades em uma entrevista. Tratava-se, na maior parte dos casos, de um encontro de cerca de uma hora de duração, e tudo deveria ser decidido ali.

Hoje, todo esse processo é bem diferente. Para colocá-lo a par de como planejar a sua qualificação profissional e demonstrá-la, criamos este post. Leia até o fim e esteja pronto para estudar, se aperfeiçoar e ingressar no mercado de trabalho!

O que quer dizer qualificação profissional

Hoje, vivemos um momento diferente daquele que vivíamos na década passada. Se, naquela época, havia um enorme otimismo com a especialização, hoje, os profissionais polivalentes e generalistas são os mais valorizados.

Partindo do pressuposto de que isso deve durar ainda um bom tempo, podemos dizer que ter qualificação profissional é saber realizar bem a sua especialidade principal, mas nunca deixar de observar o entorno. Assim, por exemplo, engenheiros devem ser ótimos em cálculos, mas também em se relacionar bem com os colegas e saber vender seus serviços.

Embora seja costume falar de qualificação como sinônimo de estudos, saiba que ela só vai ser bem-feita se você conseguir enxergar suas próprias limitações, investindo tempo e dinheiro para superá-las.

Então, a primeira lição é que as chamadas soft skills (atributos pessoais e comportamentais) são hoje tão relevantes quanto as hard skills (competências técnicas). Não adianta nada ser bom em algo se você for inábil para compartilhar esse conhecimento, utilizando seus talentos em equipe e em prol de um objetivo maior.

Por que é importante estudar constantemente

Outra característica do mercado de trabalho atual, de tão repetida, chega a ser considerada um clichê: as informações estão disponíveis a todas as pessoas em todos os lugares.

Isso não é necessariamente bom, se pensarmos que grande parte do conteúdo disponível é incompleto, incorreto ou está mal organizado didaticamente. Então, se você acredita que estudar sozinho é fácil em tempos de interconectividade, pode estar enganado.

A função de um bom professor permanece a mesma de sempre: oferecer experiência, simplificar caminhos e dar ordenação lógica para as informações. Sem ele, as chances de você se ver perdido entre tantas opções são grandes.

Veja abaixo outras vantagens de se entregar aos estudos de modo contínuo.

Adequar-se às transformações

Outro clichê repetido à exaustão na internet é que a hiperconectividade modificou profundamente a relação entre as pessoas. Hoje, somos mais ansiosos, dinâmicos e suscetíveis a construir discursos ou aderir a eles.

O problema é que isso é muito volúvel, ou seja, a cada poucos meses, tudo muda e certos conhecimentos não servem mais. Então, aprender rápido passa a ser muito mais importante do que saber muitas coisas.

Nem todo mundo lida com isso de modo natural. Se você duvida, pense nas gerações mais velhas e na imensa dificuldade que apresentam para se adequar a novas tecnologias.

Continuar estudando, hoje em dia, serve para tornar você mais flexível a novos conhecimentos. Frequente cursos cuja grade curricular permita adquirir informações, tirando o que de melhor elas têm a oferecer. Mas permita-se, também, ser treinado para descartar esse conhecimento, se necessário, e adequar-se a novos moldes de trabalho.

Destacar-se no mercado

Esse novo sentido da especialização vem acompanhado da necessidade de demonstrar as novas e antigas habilidades que você tem. Assim, aquela lógica de ter um breve encontro de seleção para falar e demonstrar tudo que você sabe fazer não se aplica mais.

Hoje, você deve manter uma referência da sua qualificação profissional no LinkedIn. Por meio dele, você vai se relacionar com as empresas e pessoas que podem ser seus empregadores no futuro.

Essa relação deve ser honesta e objetiva. Nos dias atuais, os setores de Recursos Humanos das empresas — principalmente as mais modernas, como as startups — estão interessados em saber se o seu perfil se adequa ao das organizações.

Isso passa pelas soft skills, concorda? Afinal, uma coisa é saber que você tem treinamento técnico suficiente para desempenhar determinadas tarefas, outra é poder dizer que é uma pessoa que contribui para um ambiente corporativo saudável. Há uma frase que diz "contrate o caráter, treine as habilidades".

Então, se destacar no mercado passa a ser algo um pouco mais relativo, embora não seja subjetivo. Crie conexões e estabeleça relações honestas no ambiente das redes sociais profissionais. Esse já é o primeiro passo para uma seleção de emprego.

Conseguir uma promoção

A qualificação profissional não é só uma maneira de conseguir um novo trabalho. Diversas são as empresas que a utilizam como parâmetro para conceder promoções e melhorar os rendimentos de seus colaboradores.

Nesses casos (e também nos outros que apresentamos aqui), recorrer a cursos de pós-graduação é uma ótima ideia. E não importa se eles são presenciais ou tipos de especialização a distância. O mercado de trabalho já evoluiu para aceitar igualmente as duas modalidades.

Ao escolher um curso de pós-graduação, tenha em mente que a especialização excessiva já faz parte do passado. Se há áreas de estudos diferentes da sua, mas que complementam a sua atividade atual, não hesite em escolher uma delas.

Além disso, com pós a distância e de curta duração, você pode se qualificar profissionalmente muito mais fácil do que em outras épocas. Faça uso desses benefícios e você vai ver as suas chances de promoção no trabalho atual aumentarem muito.

Hoje, a formação de jovens talentos e a participação deles no mercado de trabalho é muito menos passiva que há alguns anos. É desejável que todos os colaboradores — mesmo aqueles que pretendem trabalhar em regime de CLT — estejam preparados para pensar como empreendedores e desenvolverem "espírito de dono".

Agora que você sabe o que é e como funciona a qualificação profissional nos dias atuais, é interessante pesquisar um pouco sobre duas ótimas modalidades de continuidade de estudos: a pós-graduação e o MBA!

Mais do nosso blog

Posts relacionados

Artigo

Aulas online ao vivo: como funcionam e quais os benefícios para os alunos?

Entenda como o formato auxilia os alunos no processo de ensino. Fique por dentro do assunto no post!

Publicado em
17/6/21
por
Faculdade Arnaldo
Artigo

Como é trabalhar em Startup? Conheça o dia a dia de quem trabalha em uma

Possibilidade de rápido amadurecimento e colaborar com várias setores da empresa estão as características de quem trabalha numa startup. Veja mais neste artigo!

Publicado em
15/6/21
por
Faculdade Arnaldo
Artigo

Núcleo de Práticas Jurídicas: qual a importância para o futuro advogado?

Descubra por que o Núcleo de Práticas Jurídicas é indispensável para a formação do advogado!Sem dúvidas, a preparação do aluno de Direito depende de experiências teóricas e práticas que permitam entender a aplicabilidade do conhecimento acadêmico. Nesse sentido, o Núcleo de Práticas Jurídicas é fundamental nas instituições de ensino, uma vez que permite ao estudante ter uma experiência profissional prévia à formação. Mas, afinal, que atividades o núcleo desenvolve para ser considerado importante? Pensando em esclarecer essa e outras dúvidas, elencamos para você alguns tópicos explicativos sobre o tema. Não deixe de conferir! O que é um Núcleo de Práticas Jurídicas? Núcleo de Práticas Jurídicas ou NPJ, como também costuma ser conhecido, é uma organização interna das instituições que se dedicam ao ensino jurídico. Seu principal objetivo é permitir que o aluno consiga compreender o trabalho normalmente atribuído a um advogado. Para ficar mais claro, essa organização poderia ser equiparada a um estágio no qual, necessariamente, os que vão estudar Direito precisam passar antes de se formar. Afinal, as atividades desenvolvidas nele são extremamente importantes na preparação para o mercado de trabalho e na aplicação de conceitos teóricos no dia a dia da profissão. Quais são as atividades desenvolvidas? Agora que você já sabe o que é e quais os objetivos do Núcleo de Práticas Jurídicas, vale conferir as atividades que poderão ser desenvolvidas em conjunto com professores nessa organização vinculada à faculdade. Primeiramente, é importante esclarecer que o núcleo atua tanto em casos hipotéticos e fictícios, como júri simulado, quanto em casos reais. Entre as atividades que podem ser realizadas estão o desenvolvimento de peças processuais, a realização de arbitragens e conciliação e a atuação em audiências e sessões. É necessário destacar que todas as ações são supervisionadas por profissionais para uma melhor experiência formativa sem qualquer prejuízo do cliente, a exemplo dos processos reais. Qual a sua importância formativa? Como visto, o Núcleo de Práticas Jurídicas é, em geral, o primeiro contato que o estudante tem com a prática da advocacia. Afinal, mesmo aqueles que fazem estágio em escritórios ou empresas fora da faculdade, costumam atuar em atividades menos complexas e mais periféricas. Além disso, fora dos muros da instituição o aluno não conta com o suporte dos professores. Desse modo, trata-se de uma grande oportunidade para dar os primeiros passos rumo ao futuro profissional, com a segurança da orientação do corpo docente para os pontos de melhoria. Outra relevância do núcleo para o futuro advogado é a possibilidade de identificação profissional. Por meio de atividades fictícias e reais, é possível ter um direcionamento e descobrir quais áreas do Direito mais despertam interesse. Sem dúvidas, o Núcleo de Práticas Jurídicas é de grande importância para a formação do acadêmico de Direito. Além de fazê-lo se destacar no mercado de trabalho, as atividades nele desenvolvidas também despertam a responsabilidade social, uma vez que contribuem para a defesa dos direitos da comunidade envolvida. Nesse sentido, é fundamental optar sempre por uma faculdade que mantenha essa estrutura pedagógica. E aí? Gostou do conteúdo? Então não deixe de assinar a newsletter e ficar por dentro de mais artigos como este!

Publicado em
10/6/21
por
Faculdade Arnaldo
Veja todos os posts
INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS

Receba as novidades em seu e-mail

Fique por dentro dos  eventos, notícias e conteúdos da Faculdade Arnaldo.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.