Alunos
Candidatos
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Sistema AcadêmicoInscreva-se
CARREGANDO...
Artigo

Afinal, o que faz o profissional de logística? Descubra neste post!

Mercado

Afinal, o que faz o profissional de logística? Descubra neste post!

Entender o que faz o profissional de logística não é interessante apenas para estudantes que pretendem seguir essa área. Também em empresas essa dúvida existe, já que trata-se de um campo de atuação amplo e, até certo ponto, complexo.

A palavra "logística" designa um corpo imenso de atividades, em geral relacionadas ao manejo de insumos e materiais que compõem processos de fabricação, mas também estoque, entregas e outros.

Neste post, você vai conferir o que faz um profissional de logística, quais são as suas atribuições, como é o mercado de trabalho para essa profissão e muito mais. Continue a leitura e confira!

Como é o mercado de trabalho na logística?

Sempre que houver crescimento econômico ou mudanças que afetem positivamente a indústria ou qualquer setor minimamente produtivo, haverá aumento da demanda por profissionais de logística.

Desde sempre, o país enfrenta problemas por não conseguir formar profissionais qualificados na área, o que faz com que a demanda permaneça defasada. Em outras palavras, há no Brasil muitas vagas para logística, mas poucos profissionais à altura delas.

Isso costuma ser resolvido empregando trabalhadores oriundos de outras áreas, o que nem sempre resolve o problema. Tão logo se adaptam a seu novo cargo logístico, eles sentem falta de formação na área, boa parte das vezes procurando cursos de pós-graduação.

Quais são as principais atribuições do profissional?

O logístico, em geral, é uma pessoa de índole meticulosa. Como tal, é necessário que ele controle a articulação entre diversas áreas de produção, fazendo com que os recursos que alimentam cada uma sejam distribuídos e garantam o ritmo de produção.

Logo, são da sua alçada atividades como compras, fornecimento, evitar desperdícios e racionalizar insumos produtivos sem que a qualidade final do produto se perca. Não é uma tarefa fácil, mas pode ser desempenhada facilmente por um profissional qualificado.

Além disso, a logística é uma área dinâmica, que passa por mudanças à medida que o mercado se adapta a novas necessidades de consumo. É aconselhável que esse profissional esteja preparado para continuar estudando ao longo da vida.

Administração de materiais

Em termos produtivos, são chamados "insumos" todos os materiais, matéria-prima, maquinário e outros recursos necessários para gerar o produto de uma indústria.

Assim, há uma lógica que deve ser traçada — e que envolve fatores cruciais como ritmo de produção, demanda de mercado, capacidade produtiva e estoque — para que esses materiais cheguem da maneira certa a cada setor, e correspondam aos critérios de qualidade impostos.

Controle de estoque

A gestão correta do estoque é uma das atividades mais importantes de empresas e indústrias. A relação entre o espaço disponível e o tempo que os materiais ficam alocados é uma matemática que o logístico deve ter facilidade de resolver.

Além disso, o estoque é uma espécie de termômetro da saúde financeira e produtiva de uma empresa. Se ele acumula, isso pode significar poucas vendas ou problemas para produzir. Se faltam itens, é indício de dificuldades do setor de compras.

Além disso, são muitos os aspectos que fazem uma gestão de estoque se destacar: a capacidade de avaliar o tamanho dos itens e sua acomodação externa e a relação custo por espaço ocupado são alguns bons exemplos disso.

Contato com fornecedores

Nessa complexa matemática de armazenamento e distribuição de insumos, o fornecimento tem papel-chave. Assim, é função do profissional de logística liderar o contato com fornecedores e organizar o setor de compras de uma empresa.

Isso envolve tomar decisões como contar com apenas um ou vários fornecedores, negociar prazos, preços e condições de pagamento, organizar entradas conforme a capacidade do estoque e outros.

Nem sempre o preço é o mais importante, já que atrasos na entrega e falta de flexibilidade ao parcelar compras também geram custos para a empresa ou indústria.

Em suma, o logístico faz a conciliação entre tempo e recursos financeiros, garantindo que os fornecedores disponibilizem os insumos de modo a manter o ritmo de produção e não superlotar o estoque.

Que características são exigidas para exercer essa profissão?

Se leu até aqui, você já deve ter percebido que um gerente logístico lida com diferentes desafios e, de certa forma, suas responsabilidades perpassam todos os setores de uma empresa.

Isso não é pouca coisa, e exige dele foco, detalhismo e capacidade de discernimento. Como suas tarefas são muitas, ele também é uma pessoa que precisa de muita paciência e capacidade para eleger prioridades.

Se resolver se especializar nessa área, saiba que você vai precisar lidar de modo muito natural com planilhas, ter noção de todo e compreender que diversas cadeias de ações são necessárias para garantir o funcionamento da produção.

Quais são suas principais áreas de atuação?

Como dissemos, o termo "logística" — que, por sinal, na sua origem guarda relações com palavras gregas que denominam a lógica e matemática — define uma gama de atividades inerentes ao funcionamento de uma empresa, suas entregas, armazenamento e fornecimento.

Abaixo, tentamos organizar todas essas atividades em algumas áreas principais, de modo que você tenha uma noção mais ou menos aproximada de até onde a logística é trabalhada no interior de um negócio.

Supply chain

O supply chain, também conhecido como "cadeia de mantimentos" se opõe à chamada logística integrada.

Enquanto esta é uma evolução na maneira de se pensar os mantimentos a partir do momento que entram na empresa, aquele inclui também níveis externos de suprimentos, como fornecedores, distribuição e cliente final.

Transporte

Talvez a etapa mais imprevisível da logística, o transporte se refere tanto ao percurso da matéria-prima para chegar ao estoque quanto à distribuição ou entrega dos produtos acabados.

Algumas empresas mantêm frotas próprias, enquanto outras terceirizam esse serviço. O profissional de logística deve levar esses dados em consideração ao planejar sua cadeia logística.

Estoque e armazenamento

Tempo, espaço e otimização da produção por meio do armazenamento e acesso ao estoque são partes indissociáveis de qualquer cadeia logística. Logo, essas questões são muito presentes no dia a dia desse profissional.

No final das contas, o que faz o profissional de logística é determinado por uma série de fatores, desde necessidades de mercado até a divisão logística de cada empresa.

O que é certo é que, se optar por seguir essa profissão, você entrará em um mercado com muita demanda e boas opções de salários.

Esperamos que tenha encontrado tudo que procura sobre o assunto neste post! Se quiser mais informações sobre cursos de pós-graduação e mercado de trabalho para as mais diversas profissões, não deixe de assinar nossa newsletter!

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS

Receba as novidades em seu e-mail

Fique por dentro dos  eventos, notícias e conteúdos da Faculdade Arnaldo.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.