Alunos
Candidatos
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Sistema AcadêmicoInscreva-se
CARREGANDO...
Artigo

O que é a inteligência emocional e qual o seu impacto na carreira?

Mercado

O que é a inteligência emocional e qual o seu impacto na carreira?

Com um mercado de trabalho competitivo, que exige profissionais qualificados e competentes, é fundamental buscar maneiras de crescer na carreira. A inteligência emocional é um aspecto que está sendo muito valorizado pelas empresas, que buscam profissionais que saibam lidar com seus sentimentos.

Trabalhar em equipe não é uma experiência simples, afinal, são diversos pensamentos e comportamentos diferentes, que se chocam e podem gerar debates e discussões. Portanto, profissionais que têm habilidade para controlar as próprias emoções e saibam compreender os sentimentos dos colegas são essenciais para o bom andamento do negócio.

Neste post, explicaremos o que é a inteligência emocional e a importância dela no mercado de trabalho. Além disso, mostraremos como ela pode ser desenvolvida e o papel que exerce no dia a dia profissional. Continue conosco!

O que é inteligência emocional?

A inteligência emocional é a capacidade de um indivíduo de reconhecer e lidar com as suas emoções, sendo capaz de utilizá-las em benefício próprio. Também envolve a habilidade em compreender os sentimentos das pessoas ao redor e criar relacionamentos saudáveis.

Quem é inteligente emocionalmente tem capacidade para sentir e agir de forma sábia e consciente, sem deixar que as emoções controlem sua vida. Essas características são muito importantes para a vida pessoal e também são aproveitadas no ambiente profissional.

Quais são os pilares desse conceito?

Alguns pilares ajudam a explicar como uma pessoa consegue crescer emocionalmente. Vamos conhecê-los!

Conhecer as próprias emoções

Para alcançar essa inteligência, é fundamental conhecer os próprios sentimentos, analisar as emoções e as ações são tomadas em resposta aos estímulos.

Controlar as emoções

Além de conhecer, é preciso saber controlar as emoções, ou seja, não deixar que elas dominem a mente, e continuar focado mesmo em meio às adversidades.

Automotivação

É preciso aprender a responder aos estímulos e tomar as decisões independentemente dos sentimentos existentes. Isso é a capacidade de se motivar e se manter motivado.

Empatia

Aprender a se colocar no lugar do outro, reconhecer as emoções alheias e entender seus comportamentos faz parte do crescimento emocional.

Habilidades interpessoais

Ter habilidades interpessoais é outro fator relevante. Quem desenvolve essa capacidade consegue construir relacionamentos saudáveis com as pessoas ao redor.

Qual é a importância da inteligência emocional?

Os desafios da vida são constantes, sejam eles pessoais ou profissionais. É a responsabilidade com a família, os prazos no trabalho, a cobrança dos chefes e outras situações estressantes.

Viver dessa forma pode ser muito prejudicial para quem não é equilibrado emocionalmente. A dificuldade em lidar com esses sentimentos causa explosões comportamentais e prejudicam o raciocínio lógico, o que também afeta o poder de decisão.

A inteligência emocional é fundamental para que saibamos lidar com essas dificuldades e com nossas emoções. Ela ajuda a evitar problemas como a ansiedade, depressão e outras doenças psíquicas, sejam de caráter pessoal ou no ambiente profissional.

Como ela pode ser desenvolvida?

Algumas atitudes ajudam a desenvolver as características emocionais, produzido um crescimento no controle dos seus sentimentos. Confira algumas dicas para evoluir nessa área!

Invista no autoconhecimento

O autoconhecimento é uma grande maneira de desenvolver essa característica. É preciso entender quais são as suas forças, fraquezas e limitações. Os pontos fortes dão uma direção para que você explore oportunidades nesse sentido.

Reconhecer as fraquezas possibilita trabalhar para aperfeiçoar esses aspectos e também valorizar os pontos fortes de colegas, que podem ajudar nas suas deficiências. Já os limites vão sinalizar quais são seus pilares e comportamentos inegociáveis, independentemente da situação.

Busque melhorar a comunicação

Alguns sentimentos ruins só aparecem depois de interpretações erradas ou por falhas de comunicação. Por isso, é importante saber como se comunicar de maneira objetiva e clara, respeitando as pessoas ao redor, porém, demonstrando o que você está sentindo.

Aprender a se expressar não é apenas utilizar as palavras certas ou gesticular, mas também requer a habilidade de compreender se os outros entenderam o que foi falado. O estresse no ambiente de trabalho muitas vezes é causado pelos erros de comunicação, o que prejudica a produtividade e os relacionamentos.

Exerça a empatia

A inteligência emocional, como falamos acima, refere-se ao reconhecimento das próprias emoções e das pessoas ao nosso redor. Tentar compreender como o outro se sente, desperta em cada pessoa a vontade de ajudar e agir da forma correta.

Ter mais empatia é se colocar no lugar dos outros com frequência. Isso significa olhar menos para seus problemas e enxergar quem está ao seu redor, com intenção de realmente entender o que a pessoa está passando. Isso torna os ambientes de trabalho mais produtivos e as relações pessoais mais verdadeiras.

Pratique a resiliência

As dificuldades e desafios fazem parte da nossa vida, entretanto, podemos aprender a lidar com eles e superar esses momentos difíceis. A resiliência é fundamental para que a pessoa saiba como agir nesses períodos, sendo uma característica importante para o ambiente profissional.

Os momentos de resiliência trazem lições sobre como devemos agir em meio às dificuldades e ajudam a fortalecer nosso lado emocional.

Qual é o papel da inteligência emocional no dia a dia de trabalho?

Um profissional inteligente emocionalmente consegue desempenhar sua função com mais facilidade. Isso acontece porque ele não se sente abatido por situações complicadas, sabe ouvir o feedback dos colegas e consegue controlar suas emoções nos momentos de agir.

Portanto, ter inteligência emocional é um requisito básico para quem deseja chegar aos cargos de liderança. Para ser um líder, é preciso saber administrar os sentimentos de todos ao redor, manter os relacionamentos saudáveis e controlar os egos.

Além disso, essa característica é muito importante para que a pessoa saiba traçar e alcançar objetivos na carreira. Ao ter uma compreensão maior de suas emoções, habilidades e limitações, é mais fácil fazer um planejamento de crescimento profissional.

Neste post, você aprendeu o que é a inteligência emocional e como desenvolvê-la. Além das dicas citadas no texto, existem cursos e consultorias especializadas que podem auxiliar no desenvolvendo de suas habilidades emocionais. Investir nessa característica é uma forma de se qualificar e estar preparado para os desafios do mercado de trabalho.

Gostou do nosso post? Então, aproveite para seguir nossa página no Facebook e receber mais conteúdos importantes para a sua carreira profissional!

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS

Receba as novidades em seu e-mail

Fique por dentro dos  eventos, notícias e conteúdos da Faculdade Arnaldo.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.