Alunos
Candidatos
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Sistema AcadêmicoInscreva-se
CARREGANDO...
Artigo

Saiba como funciona o Núcleo de Práticas Jurídicas da Faculdade Arnald

Artigo

Saiba como funciona o Núcleo de Práticas Jurídicas da Faculdade Arnald

A formação de um profissional para o mercado de trabalho requer o desenvolvimento de diversas habilidades. Uma das bases para que isso aconteça é o conhecimento teórico, mas não podemos esquecer da importância das atividades práticas na construção de um perfil competente.

Foi pensando nisso que a Faculdade Arnaldo criou o Núcleo de Práticas Jurídicas, também conhecido como NPJ.

Conversamos com a coordenadora, Tássia Santos, para entender melhor como isso funciona e descrever melhor a oportunidade. Quer saber como ajudar outras pessoas e ganhar experiência na área do Direito? Acompanhe a leitura para descobrir!

O que é o NPJ?

Os alunos do curso de Direito da Faculdade Arnaldo têm acesso a um diferencial importante no final da graduação, que é justamente a chance de participar do Núcleo de Práticas Jurídicas.

Essa estrutura foi pensada para incentivar a aplicação de todo o conhecimento teórico adquirido ao longo do curso, desenvolvendo também as habilidades práticas de cada estudante. Como essa é uma dificuldade comum entre os recém-formados que entram no mercado de trabalho sem tanta experiência, o NPJ inicia essa preparação ainda durante os estudos.

Tássia destaca um detalhe importante em todo o processo, a supervisão dos professores. Todos são inscritos na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), experientes na carreira jurídica e acompanham tudo o que é realizado pelos participantes. Segundo ela, as atividades são reais e/ou simuladas, tendo como principal objetivo aumentar o contato dos alunos com a prática profissional.

Quem pode fazer parte do Núcleo?

Os alunos precisam estar matriculados no curso de Direito da Faculdade Arnaldo, tendo percorrido a maior parte da formação para conseguirem contribuir ativamente com os casos. Por isso, a participação do NPJ só é possível a partir do sétimo período, abrangendo também quem está cursando o oitavo e nono semestre.

A verdade é que nessa reta final da graduação, é muito importante começar a colocar os conhecimentos em prática para não chegar ao mercado com a sensação de estar despreparado.

Por mais que tantos aprendizados tenham sido adquiridos durante os estudos, a profissão exige outras competências como a boa comunicação e a capacidade de solucionar problemas. Ter o contato com esses casos no NPJ permite que os graduandos reconheçam suas maiores dificuldades na profissão e busquem meios para superá-las.

Além disso, a oportunidade de conhecer de perto as diferentes áreas do Direito costuma ajudar nas decisões sobre o futuro profissional de cada um. Enquanto alguns se descobrem excelentes advogados trabalhistas, por exemplo, outros se identificam mais com os processos criminais.

Sabendo da competitividade do mercado, a realidade é que conseguir um estágio nem sempre é tão fácil para todos. Muitos alunos se frustram por não conseguirem oportunidades e essa é uma chance especial oferecida pela faculdade de aprender sobre a prática jurídica.

Como funcionam os atendimentos?

A coordenação do NPJ se encarrega de firmar todos os convênios e encontrar pessoas que precisam de assistência jurídica, facilitando o acesso à Justiça para a população carente.

O objetivo do projeto é oferecer o serviço gratuito para quem tem uma situação financeira limitada para arcar com serviços advocatícios. Em geral, a faixa atendida é de quem ganha até três salários-mínimos por mês.

São exemplos de conveniados: Juizado Especial Cível de Belo Horizonte, 4º Juizado de Violência Doméstica (BH), Pastoral de Rua, Aldeia Indígena Pataxó Barra Velha, entre outros.

Como a Faculdade Arnaldo se esforça para que a entrega seja a melhor possível, alguns atendimentos são multidisciplinares. Isso acontece em casos que demandam um suporte psicológico maior. Então, alunos do curso de Psicologia se juntam aos estudantes de Direito nessa missão.

Que contribuições o NPJ oferece para a formação dos alunos?

A influência na formação dos alunos é extremamente importante, pois oferece uma chance que nem todas as instituições de ensino proporcionam por contra própria. Ou seja, estamos falando de um diferencial que impacta diretamente no preparo de cada um.

A coordenadora do NPJ lembra que "as diretrizes curriculares dos cursos de Direito fixam o estágio obrigatório em prática jurídica, devendo existir um núcleo com instalações adequadas para essas atividades, sendo supervisionado pelos professores. Porém, nem todas as faculdades têm a estrutura física necessária para isso, fazendo com que os alunos precisem cumprir a carga horária em escritórios de advocacia ou órgãos públicos."

A intenção da Faculdade Arnaldo foi facilitar todo esse processo ao promover a conexão entre pessoas que precisam de atendimento jurídico e os estudantes que podem ajudá-las. Melhor ainda é poder atuar em diversas áreas do Direito como civil, penal, constitucional, trabalhista, familiar e previdenciário.

Um especialista de cada uma dessas vertentes acompanha os casos, dando todas as orientações necessárias. Tássia conta que, no último ano, a maioria (cerca de 60%) dos "problemas" foram relacionados a questões familiares.

Além do aprendizado profissional, existem ainda outros benefícios de participar do Núcleo de Práticas Jurídicas, sendo dois aspectos essenciais dessa experiência: a compreensão da responsabilidade social e da importância do Direito para a sociedade.

Com a iniciativa, os estudantes ajudam pessoas de baixa renda que precisam dos serviços de um bom advogado para resolver pendências e defender seus direitos. Isso representa uma verdadeira contribuição social, que beneficia todas as partes envolvidas e aproxima o discente da realidade socioeconômica local.

Para completar, a vivência melhora o networking, já que o estudante conhece muitas pessoas e cria conexões importantes, inclusive com os professores que também fazem parte do Núcleo. Essa se torna mais uma experiência para agregar valor ao currículo e diferenciar o profissional no início da sua carreira.

Por fim, Tássia adianta que o NPJ está passando por um "processo de reestruturação física e organizacional para ampliar suas áreas de atuação e, consequentemente, proporcionar ainda mais experiências aos alunos."

Agora que você já conhece o Núcleo de Práticas Jurídicas, sabe que a Faculdade Arnaldo tem um importante diferencial para quem deseja seguir a carreira do Direito e receber uma formação de alto nível.

Ainda tem alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato conosco e aproveite para conferir todos os detalhes da nossa graduação ou, quem sabe, conhecer outras opções de cursos disponíveis.

Mais do nosso blog

Posts relacionados

Artigo

Aulas online ao vivo: como funcionam e quais os benefícios para os alunos?

Entenda como o formato auxilia os alunos no processo de ensino. Fique por dentro do assunto no post!

Publicado em
17/6/21
por
Faculdade Arnaldo
Artigo

Como é trabalhar em Startup? Conheça o dia a dia de quem trabalha em uma

Possibilidade de rápido amadurecimento e colaborar com várias setores da empresa estão as características de quem trabalha numa startup. Veja mais neste artigo!

Publicado em
15/6/21
por
Faculdade Arnaldo
Artigo

Núcleo de Práticas Jurídicas: qual a importância para o futuro advogado?

Descubra por que o Núcleo de Práticas Jurídicas é indispensável para a formação do advogado!Sem dúvidas, a preparação do aluno de Direito depende de experiências teóricas e práticas que permitam entender a aplicabilidade do conhecimento acadêmico. Nesse sentido, o Núcleo de Práticas Jurídicas é fundamental nas instituições de ensino, uma vez que permite ao estudante ter uma experiência profissional prévia à formação. Mas, afinal, que atividades o núcleo desenvolve para ser considerado importante? Pensando em esclarecer essa e outras dúvidas, elencamos para você alguns tópicos explicativos sobre o tema. Não deixe de conferir! O que é um Núcleo de Práticas Jurídicas? Núcleo de Práticas Jurídicas ou NPJ, como também costuma ser conhecido, é uma organização interna das instituições que se dedicam ao ensino jurídico. Seu principal objetivo é permitir que o aluno consiga compreender o trabalho normalmente atribuído a um advogado. Para ficar mais claro, essa organização poderia ser equiparada a um estágio no qual, necessariamente, os que vão estudar Direito precisam passar antes de se formar. Afinal, as atividades desenvolvidas nele são extremamente importantes na preparação para o mercado de trabalho e na aplicação de conceitos teóricos no dia a dia da profissão. Quais são as atividades desenvolvidas? Agora que você já sabe o que é e quais os objetivos do Núcleo de Práticas Jurídicas, vale conferir as atividades que poderão ser desenvolvidas em conjunto com professores nessa organização vinculada à faculdade. Primeiramente, é importante esclarecer que o núcleo atua tanto em casos hipotéticos e fictícios, como júri simulado, quanto em casos reais. Entre as atividades que podem ser realizadas estão o desenvolvimento de peças processuais, a realização de arbitragens e conciliação e a atuação em audiências e sessões. É necessário destacar que todas as ações são supervisionadas por profissionais para uma melhor experiência formativa sem qualquer prejuízo do cliente, a exemplo dos processos reais. Qual a sua importância formativa? Como visto, o Núcleo de Práticas Jurídicas é, em geral, o primeiro contato que o estudante tem com a prática da advocacia. Afinal, mesmo aqueles que fazem estágio em escritórios ou empresas fora da faculdade, costumam atuar em atividades menos complexas e mais periféricas. Além disso, fora dos muros da instituição o aluno não conta com o suporte dos professores. Desse modo, trata-se de uma grande oportunidade para dar os primeiros passos rumo ao futuro profissional, com a segurança da orientação do corpo docente para os pontos de melhoria. Outra relevância do núcleo para o futuro advogado é a possibilidade de identificação profissional. Por meio de atividades fictícias e reais, é possível ter um direcionamento e descobrir quais áreas do Direito mais despertam interesse. Sem dúvidas, o Núcleo de Práticas Jurídicas é de grande importância para a formação do acadêmico de Direito. Além de fazê-lo se destacar no mercado de trabalho, as atividades nele desenvolvidas também despertam a responsabilidade social, uma vez que contribuem para a defesa dos direitos da comunidade envolvida. Nesse sentido, é fundamental optar sempre por uma faculdade que mantenha essa estrutura pedagógica. E aí? Gostou do conteúdo? Então não deixe de assinar a newsletter e ficar por dentro de mais artigos como este!

Publicado em
10/6/21
por
Faculdade Arnaldo
Veja todos os posts
INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS

Receba as novidades em seu e-mail

Fique por dentro dos  eventos, notícias e conteúdos da Faculdade Arnaldo.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.