Alunos
Candidatos
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Sistema AcadêmicoInscreva-se
CARREGANDO...
Artigo

Você sabe o que é uma empresa júnior? Entenda!

Artigo

Você sabe o que é uma empresa júnior? Entenda!

A empresa júnior é um movimento sem fins lucrativos organizado por estudantes e professores do ensino superior. Esse tipo de empreendimento reúne uma série de áreas e interesses que por meio da vivência, os graduandos têm a chance de vivenciar e conhecer mais de perto o universo empresarial.

Na empresa, os participantes aplicam os conteúdos adquiridos em sala de aula na prática da profissão. Os serviços oferecidos podem ser de consultoria, em que os alunos conseguem, ao mesmo tempo, realizar projetos para clientes e aprender com o processo e os resultados do trabalho.

Para ficar por dentro do assunto, acompanhe e entenda como funciona uma empresa júnior e qual sua importância para o aprendizado na faculdade. Confira!

O que é e como funciona uma empresa júnior?

A empresa júnior é uma prática bastante comum nas faculdades. O movimento presta serviços a clientes com valores bem abaixo do mercado, a fim de investir o faturamento na capacitação dos membros da empresa. Os participantes, no caso, são estudantes dos cursos superiores, responsáveis pelo gerenciamento, e professores que orientam as atividades.

O maior objetivo da empresa júnior é promover o conhecimento e estimular o crescimento pessoal e profissional dos graduandos, por meio da experiência prática empresarial. Essa é uma oportunidade de conhecer mais sobre o mercado de trabalho, seus desafios e possibilidades de empregabilidade, além de interligar a instituição de ensino a projetos direcionados ao público.

Qualquer estudante do ensino superior pode participar de uma empresa júnior para conhecer seu ambiente empreendedor. Isso proporcionará mais credibilidade no currículo profissional e no momento de se candidatar a uma vaga de emprego na sua área de atuação. Para ingressar em uma empresa júnior, normalmente é preciso passar por um processo seletivo com a realização de testes, entrevistas e dinâmicas de grupo.

No geral, não há regras ou um período ideal para entrar na empresa júnior. Porém, a partir do terceiro período, com o acúmulo de conteúdos e conhecimentos da graduação, o aluno terá mais chances de conquistar uma função dentro da organização. Existem uma série de vantagens de se vincular ao movimento, tanto para a vida pessoal quanto para a trajetória de trabalho do estudante.

Qual a importância da empresa júnior no aprendizado dos alunos?

Em geral, a empresa júnior oferece conhecimentos e possibilidades abrangentes sobre a área de atuação do graduando. É por meio da experiência na prática que ele conhecerá mais do mercado de trabalho de seu setor, entendendo suas dificuldades e oportunidades de crescimento profissional.

Inclusive, a grade curricular da faculdade muitas vezes pode ser insuficiente para preparar adequadamente os alunos. Nesse caso, a empresa júnior se mostra como uma importante aliada no processo de aprendizagem dos discentes, que podem ter uma rica junção da teoria e da prática.

Veja, a seguir, quais são as maiores vantagens de fazer parte de uma empresa júnior no ensino superior.

Contato com o mercado de trabalho

A empresa júnior demonstra como é o mercado de trabalho sem que os alunos precisem estar inseridos nele. É justamente nesse ambiente que os estudantes podem arriscar e colocar em prática toda a teoria que se aprende em sala de aula. Além disso, é uma possibilidade de adquirir habilidades e competências importantes para os processos seletivos.

Essa é uma maneira de acelerar o aprendizado e ter ampla visão da realidade do mercado e das demandas dos empregadores da sua área de atuação. Com isso, é possível se preparar com antecedência e desenvolver inúmeros diferenciais para ser um profissional de sucesso, com as qualidades buscadas e valorizadas pelas empresas.

Aquisição de experiência profissional

Outra importante vantagem é que os graduandos adquirem experiência profissional ainda no período da faculdade. Esse é um dos aspectos mais interessantes para quem quer construir um bom currículo e obter destaque entre os colegas de trabalho. O contato antecipado com a prática também auxilia os discentes em seu desempenho acadêmico, aumentando as chances de ter melhores notas nas avaliações do curso.

Como a organização está inserida dentro de uma instituição de ensino, geralmente os membros contam com espaços de desenvolvimento, como clínicas-escolas, hospitais-escolas e hospitais veterinários universitários que permitem vivenciar a prática profissional fora da sala de aula, com atividades condizentes com a realidade do mercado de trabalho.

Auxílio de recursos da instituição de ensino

Um dos grandes benefícios é que a instituição de ensino pode prover recursos e investir na empresa júnior a fim de apoiar e dar suporte financeiro aos estudantes. Dessa forma, fica mais simples de os membros conseguirem um local dentro da faculdade para executar os projetos e ter meios para realizar as atividades.

Para isso, os participantes da empresa júnior devem realizar o planejamento da organização, buscar por docentes para ter suporte acadêmico e, com isso, apresentar a proposta à secretaria da faculdade. É importante que todos os objetivos e metas sejam detalhados para os coordenadores do curso, para que a empresa júnior conquiste viabilidade e possa desenvolver seus projetos.

Apoio de profissionais e professores qualificados

Em geral, a empresa júnior é gerenciada por estudantes da graduação, sempre sob a orientação de um professor e de profissionais experientes do setor. Os docentes oferecem inúmeros conhecimentos importantes para os participantes, assim como quem já atua na área há mais tempo e pode agregar com suas experiências.

Essa é uma excelente oportunidade de desenvolvimento e crescimento pessoal para os alunos que buscam por diferencial, contando com o apoio de pessoas que entendem do assunto. De fato, a empresa júnior pode ser a porta de entrada para uma carreira de sucesso.

Um dos critérios, antes de optar por uma instituição de ensino, é analisar se a estrutura da faculdade e do curso conta com projetos de empresa júnior. A experiência de fazer parte desse movimento na graduação é uma das melhores escolhas que você pode ter na sua formação acadêmica, permitindo que conheça de perto os desafios e oportunidades do mercado de trabalho.

Gostou do conteúdo? Aproveite e entre em contato com a equipe da Faculdade Arnaldo para conhecer todos os nossos diferenciais!

Mais do nosso blog

Posts relacionados

Artigo

Aulas online ao vivo: como funcionam e quais os benefícios para os alunos?

Entenda como o formato auxilia os alunos no processo de ensino. Fique por dentro do assunto no post!

Publicado em
17/6/21
por
Faculdade Arnaldo
Artigo

Como é trabalhar em Startup? Conheça o dia a dia de quem trabalha em uma

Possibilidade de rápido amadurecimento e colaborar com várias setores da empresa estão as características de quem trabalha numa startup. Veja mais neste artigo!

Publicado em
15/6/21
por
Faculdade Arnaldo
Artigo

Núcleo de Práticas Jurídicas: qual a importância para o futuro advogado?

Descubra por que o Núcleo de Práticas Jurídicas é indispensável para a formação do advogado!Sem dúvidas, a preparação do aluno de Direito depende de experiências teóricas e práticas que permitam entender a aplicabilidade do conhecimento acadêmico. Nesse sentido, o Núcleo de Práticas Jurídicas é fundamental nas instituições de ensino, uma vez que permite ao estudante ter uma experiência profissional prévia à formação. Mas, afinal, que atividades o núcleo desenvolve para ser considerado importante? Pensando em esclarecer essa e outras dúvidas, elencamos para você alguns tópicos explicativos sobre o tema. Não deixe de conferir! O que é um Núcleo de Práticas Jurídicas? Núcleo de Práticas Jurídicas ou NPJ, como também costuma ser conhecido, é uma organização interna das instituições que se dedicam ao ensino jurídico. Seu principal objetivo é permitir que o aluno consiga compreender o trabalho normalmente atribuído a um advogado. Para ficar mais claro, essa organização poderia ser equiparada a um estágio no qual, necessariamente, os que vão estudar Direito precisam passar antes de se formar. Afinal, as atividades desenvolvidas nele são extremamente importantes na preparação para o mercado de trabalho e na aplicação de conceitos teóricos no dia a dia da profissão. Quais são as atividades desenvolvidas? Agora que você já sabe o que é e quais os objetivos do Núcleo de Práticas Jurídicas, vale conferir as atividades que poderão ser desenvolvidas em conjunto com professores nessa organização vinculada à faculdade. Primeiramente, é importante esclarecer que o núcleo atua tanto em casos hipotéticos e fictícios, como júri simulado, quanto em casos reais. Entre as atividades que podem ser realizadas estão o desenvolvimento de peças processuais, a realização de arbitragens e conciliação e a atuação em audiências e sessões. É necessário destacar que todas as ações são supervisionadas por profissionais para uma melhor experiência formativa sem qualquer prejuízo do cliente, a exemplo dos processos reais. Qual a sua importância formativa? Como visto, o Núcleo de Práticas Jurídicas é, em geral, o primeiro contato que o estudante tem com a prática da advocacia. Afinal, mesmo aqueles que fazem estágio em escritórios ou empresas fora da faculdade, costumam atuar em atividades menos complexas e mais periféricas. Além disso, fora dos muros da instituição o aluno não conta com o suporte dos professores. Desse modo, trata-se de uma grande oportunidade para dar os primeiros passos rumo ao futuro profissional, com a segurança da orientação do corpo docente para os pontos de melhoria. Outra relevância do núcleo para o futuro advogado é a possibilidade de identificação profissional. Por meio de atividades fictícias e reais, é possível ter um direcionamento e descobrir quais áreas do Direito mais despertam interesse. Sem dúvidas, o Núcleo de Práticas Jurídicas é de grande importância para a formação do acadêmico de Direito. Além de fazê-lo se destacar no mercado de trabalho, as atividades nele desenvolvidas também despertam a responsabilidade social, uma vez que contribuem para a defesa dos direitos da comunidade envolvida. Nesse sentido, é fundamental optar sempre por uma faculdade que mantenha essa estrutura pedagógica. E aí? Gostou do conteúdo? Então não deixe de assinar a newsletter e ficar por dentro de mais artigos como este!

Publicado em
10/6/21
por
Faculdade Arnaldo
Veja todos os posts
INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS

Receba as novidades em seu e-mail

Fique por dentro dos  eventos, notícias e conteúdos da Faculdade Arnaldo.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.