Alunos
Candidatos
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Sistema AcadêmicoInscreva-se
CARREGANDO...
Artigo

Não sabe como dar feedback? Veja 7 dicas que podem ajudar!

Artigo

Não sabe como dar feedback? Veja 7 dicas que podem ajudar!

Os feedbacks são ferramentas importantes dentro do contexto corporativo, pois dão oportunidade para que erros sejam corrigidos e acertos valorizados. É fundamental saber como dar feedback de forma efetiva, trazendo diversos benefícios e melhorando os resultados da empresa.

O profissional que domina essa estratégia pode se destacar dentro de uma empresa, pois essa habilidade contribui para melhorar os relacionamentos e possibilitar o crescimento dos colaboradores. Portanto, vale a pena saber utilizar esse recurso de modo inteligente, demonstrando sua capacidade de liderança.

Neste artigo, traremos 7 dicas de como dar feedbacks na empresa para você colocar em prática e apontar os principais erros cometidos nessa estratégia. Confira nossas sugestões!

7 dicas sobre como dar feedback de forma positiva

Essa é uma estratégia importante, porém, precisa se feita de maneira inteligente para oferecer os resultados esperados. Veja nossas dicas!

1. Planeje o que será falado

O feedback não deve ser feito de maneira improvisada, pois não traz o retorno esperado. Muitas vezes se criam expectativas para esse momento, porém, a falta de preparação impede que as informações passadas sejam produtivas e atinjam o propósito da conversa.

Desse modo, o ideal é ter em mãos anotações sobre os pontos que devem ser repassados durante a conversa. Estar preparado para esse momento é uma forma de valorizar o que está sendo feito e potencializar o retorno, contribuindo para que o feedback traga os ganhos necessários para a organização.

2. Escolha o momento certo

Outro aspecto importante é avaliar o momento certo para dar o feedback. Muitas vezes esse fator não é considerado, mas ao analisar o contexto da empresa e de cada profissional, é mais fácil encontrar a melhor oportunidade para essa conversa.

O feedback deve ser regular, porém, também precisa ser pontual. Isso significa conversar com os profissionais logo quando o problema ou dificuldade for detectada. Não é sábio conversar sobre um erro que aconteceu há mais de um mês, pois a lição não será absorvida da melhor maneira.

Por isso, sempre que for necessário, é importante realizar os feedbacks. Desse modo, as mudanças serão mais rápidas, trazendo os benefícios que a empresa necessita de maneira objetiva, sem deixar passar as oportunidades

3. Defina o ambiente ideal

Esse é um elemento fundamental para que os feedbacks sejam positivos e eficientes. Definir o ambiente ideal é uma forma de garantir que tudo o que foi planejado será executado, sem constranger nenhum dos indivíduos.

Os feedbacks devem ser dados de forma individual, por isso, é essencial evitar a exposição do profissional diante da equipe, principalmente nos casos de correção ou ajuste de objetivos. Nem todos têm a inteligência emocional para lidar com críticas em público, por isso, todo cuidado é necessário.

Em alguns casos, quando o profissional será elogiado, pode ser interessante fazer o comentário na frente dos colegas, sendo uma forma de valorizá-lo. Isso também pode ajudar a motivar outros profissionais, que se esforçarão ainda mais para alcançar os objetivos do negócio.

Em todo caso, é importante avaliar o comportamento do colaborador, pois há pessoas que não gostam dessa exposição, mesmo que seja para elogiar. Portanto, vale a pena analisar o perfil de cada profissional para abordar da melhor maneira.

4. Apresente dados e exemplos concretos

Para que a conversa seja valorizada, é importante demonstrar domínio sobre o assunto e controle sobre o que está acontecendo. Isso pode ser feito por meio de dados e exemplos concretos, que trarão base para as falas e não deixarão espaço para interpretações mais generalistas.

Se possível, demonstre como o trabalho deve ser feito por meio de um exemplo concreto, trazendo a conversa para a realidade. Também é necessário justificar as reclamações ou elogios, pois isso traz mais credibilidade para o que está sendo falado.

5. Reconheça o trabalho do colaborador

O feedback não deve acontecer apenas nos momentos negativos, quando algo precisa ser mudado ou aperfeiçoado. É importantíssimo aprender a dar o retorno para o colaborador quando ele se destaca, pois, essa é uma maneira de reconhecer o esforço e manter o profissional motivado.

Reconhecer as habilidades e competências do profissional é uma forma de estimulá-los a manter um bom nível. A motivação é um aspecto que colabora para manter o clima organizacional positivo e os profissionais engajados, potencializando a produtividade da empresa.

6. Seja claro e direto

Uma das piores experiências profissionais é receber um retorno cheio de rodeios, com uma comunicação que não é clara e de forma evasiva. É preciso ser direto e claro para que a conversa seja produtiva, trazendo os benefícios almejados para essa interação.

Um processo claro e objetivo, ajuda a aumentar a eficiência, mostrando realmente o que precisa ser modificado. Isso evita que as informações sejam interpretadas de maneira errada, o que pode gerar desconforto e prejudicar o fluxo de trabalho da organização.

7. Acompanhe a evolução

Para que um feedback traga o retorno esperado, é necessário acompanhar as questões observadas e verificar a evolução ou não que ele proporcionou. De nada adianta comunicar alguma falha ou aspecto que precisa ser aperfeiçoado, sem medir os resultados posteriormente.

Acompanhar a evolução do caso é uma forma de demonstrar que valoriza de fato o que foi abordado. Desse modo, os profissionais entenderão que são partes importantes dentro da organização e que cada atitude deles impacta os resultados do negócio.

Os principais erros na hora de dar feedback

Alguns erros prejudicam a eficiência dos feedbacks, desmotivando os profissionais e atrapalhando os relacionamentos. Confira algumas práticas que devem ser evitadas:

  • fazer comparações entre os profissionais, pois isso compromete a autoestima e gera conflitos no ambiente profissional;
  • focar somente no lado negativo, pois é fundamental saber elogiar e reconhecer as virtudes;
  • dar feedback em público, especialmente negativo, pois expõe os colaboradores e causa desconforto entre os profissionais;
  • falta de planejamento e de definição de indicadores de performance, pois demonstra insegurança, falta de embasamento e prejudica uma comunicação eficiente.

Neste artigo, trouxemos algumas dicas de como dar feedback de forma eficiente, contribuindo para melhorar os resultados da empresa. Essa é uma característica muito valorizada nas organizações, pois contribui para melhorar os fluxos de trabalho e a produtividade das equipes, trazendo grandes benefícios para o negócio.

Gostou das nossas sugestões? Então, deixe um comentário contando a sua experiência ou tirando alguma dúvida sobre o tema!

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS

Receba as novidades em seu e-mail

Fique por dentro dos  eventos, notícias e conteúdos da Faculdade Arnaldo.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.